segunda-feira, dezembro 05, 2005

Segurança e Escolas Públicas!

Até posso parecer bem disposta, dado o teor do meu último 'poste'.

Não é bem assim.

Hoje, das 15h40' até às 16h30' vivi uma angústia que não desejo a ninguém.

Com o meu filho do meio (sempre ele...) que se estreou, este ano, na antigamente designada por Escola Preparatória e que hoje, percebo porquê, mudou o nome para Básica 2+3 que dá 5...(que se isto é preparar para qualquer coisa, só se for para a vivência antecipada duma liberdade despropositada, dada a idade e (i)maturidade de quem lá anda...enfim, vou ali já venho).

Eu explico.

Como sempre, meti-me no carro e fui buscá-lo.

Normalmente já está prontinho, à hora marcada, esperando a minha chegada.
Não estava.
Aguardei.
5'...10'...nada!

Vi uns colegas e fui ter com eles:

_ Olá meninos. O Martim?
_ O Martim faltou à aula da tarde. Não apareceu...

Neste momento, o coração começa a saltar-me pela boca. Ele tem, às 2ªs, aulas das 8h10' até às 13h10', depois é suposto almoçar na cantina e ter Educação Física das 14h40' até às 15h40'.

Saio disparada do carro, em direcção ao portão da Escola.

A senhora da portaria tem dificuldade em perceber quem procuro. Não faz ideia, são muitos meninos.

Explico-lhe a situação, que os colegas acabam de me dizer que o meu filho saiu do recinto escolar, à hora do almoço, coisa que não está autorizado a fazer e que consta lá do Cartão xpto que eles inventaram...e que foi visto por outros colegas no McDonalds de Alvalade com outras crianças, desconhecidas da Turma.

O pânico intala-se aí, verdadeiramente.

Já são 16h e ninguém me sabe explicar onde pode estar o meu filho. Que deve ter ido a casa dum amigo, que deve estar perto da Escola, a lanchar, que deve estar bem. Basófias...

Eu QUERO o meu menino de volta. Só tem 10 anos. Está naquela nova instituição, que o devia abrigar, há menos de 2 meses. Vem da Primária. É um menino pequenino. Por favor, quero respostas...

Nada.

Telefono para casa, na esperança que a empregada me diga que ele chegou lá pelo seu próprio pé. Ainda tenho da a aturar, em histeria, porque não...não está lá.

Com isto são 16h30' e nada.

Pego no telefone e marco o 112, em desespero.

Quando estou a falar com a Polícia, ouço um grito.
A Beatriz, amiga do Martim, diz-me que o vê...que está a sair do Metro e vem aí.

Nesse momento quebro. Desfaço-me em lágrimas e não me sai um único ralhete. Tenho-o guardado para mais tarde. Aperto-o com força, o meu menino. Está nos meus braços e chora convulsivamente por me ver assim, pequenina como ele.

Pede-me desculpas, sinceras...
Mas que se lembrou de ir ao Colombo (muito longe de Alvalade), com o amigo Francisco, ver as lojas. O Natal.

Quando cheguei a casa, resolvemos os castigos, severos.

Amanhã, às 8h, vou resolver aqueles que infligirei à Escola, a que confiei o meu Martim.

Às 8h, nem mais um minuto, terão de me ouvir.
E o raspanete será em dobro, em relação ao que o meu irreverente e destrambelhado filho do meio ouviu.

Porque não é uma criança que comigo vai dialogar. É o Exmo. Sr. Presidente do Conselho Executivo. E vai ser a doer...

25 comentários:

Maria disse...

Bem linda que grande susto, fogo imagino os minutos de dor que tiveste.
amanha nem sorrias a falar com o sr.
Um grande beijo e dorme em paz, se é que o susto já se foi.

Pêndulo disse...

Sê pedagógica para que ele evite casos futuros chamando a atenção a quem falhou.

Um susto desses não queria eu.
Ainda me lembro de quando, com essa idade, ia e vinha sozinho para a escola.
Outros tempos bem mais seguros.

Anónimo disse...

Agora a escola é que tem culpa.Tenha dó Dona Dinada

Dinada disse...

Olhe, Sr. Anónimo, acabei de chegar de lá, da tal reunião com o Sr. Presidente da Comissão Executiva.

Uma pessoa aberta ao diálogo, assertiva e com vontade de resolver problemas e não de imputar responsabilidades.

Aliás, como EU.

Sabe o que ele concluiu? Que sim, que a responsabilidade é da escola e que o importante é os pais estarem presentes na discussão das soluções!
Foi o que estivemos a fazer.

Agradeceu-me o ter lá ido e partilhado o que aconteceu.


Percebe???

Tenha um bom dia.

Mendes Ferreira disse...

....como eu te entendo o susto...nem dá para mais nada....ainda bem que o Martim estava bem....beijos. solidários. mt.

Dinada disse...

*
(obrigada, Isabel)

Rosario Andrade disse...

Querida DInada ,
Que horror de situacao! Eu enm consigo aferir ao certo, a unica experiencia que tenho, mutio distante, muito distante, é com os gatos. Agora imagino que com um filho seja mil milhoes de vezes, sei la, nao consigo aferir, pior! So consigo pensar, se por um gatinho me desesperei tanto, se fosse com um filho dava me louca!
Ea cho muito bem que desanques a escola, afinal os putos sao putos, abertos aos estimulos do ambiente, mas a escola é o adulto a quem se confiam!...
E como sempre em Portugal, as coisas vao ficar na mesma... aqui seriam escritas ou revistas, de modo a situacoes semelantes nao ocorrerem... por ai, nao sei.
Espero que ano passes por elas outra vez!
Bjocas

Ana A. disse...

Dá-lhe com força!
E que doa mesmo!

Espero que nunca passes pelo mesmo outra vez!!!


Obrigada pelo coment lá no Luar!

Dinada disse...

As respostas, Rosário, são as de sempre. Miserabilistas: não há dinheiro, não há funcionários, os cartões electrónicos não funcionam porque o concurso público atrasou-se...etc, etc.

Mas pareceu-me que preocupação do senhor, houve. E que aquilo que lhe disse não caiu 'em saco roto' também...

A ver.

Beijo, querida!

Dinada disse...

Ana, de nada...acredito mesmo no que lá escrevi.

Relaxa, amiga :)

aurora disse...

Merda de país este pá!
Leiam "A Pobreza e a Riqueza das Nações" da Gradiva. Tá lá tudinho explicado, como é que viémos desembocar aqui.

Grande susto Di, xila...
Bjs

Dinada disse...

Podes crer, 'cumadre'! Xiiila mesmo!

Mr. Steed disse...

Arrefinfa-lhes Maria!!!!!!

sonia r. disse...

É, percebo-te. Bom dia. bjo.

Dinada disse...

Bom dia Sónia. Já lá passei hoje ;)

Inha disse...

Eu como sou aquela espécie de tia que tu sabes nem comento! Nem é bom pensar, à quantidade de coisas que acontecem com miúdos todos os dias!

Beijão;)

Dinada disse...

Ó Inha, tu já me viste a minha vida????

Apre!!!

Beijo, ó Tia!

Eu disse...

Mães..............sempre com o coração nas mãos!!!!!!!
.
Sempre as mesmas galinhas!!!!!!!!!!!!!
.
Dá um "raspanete" no puto e responsabiliza-o pelo que fez!!!!!!!
.
Não tornes as escola numa prisão!!!!!!!!!
.
Jinho
.
PS:Olha, que a Eugénio está muito melhor do que era..........há poucas dezenas de anos era assaltado dentro dela todas as semanas, não tinha aulas 1 ou 2 vezes por dia, havia pedrada que te parto alma entre alunos da musgueira e das galinheiras..............., aprendi a viver!!!!!!!!!!!!!

Dinada disse...

Eu andei na Eugénio há 30 anos...óe 'Eu'!

Só que eram outros tempos, hás-de convir.

De qualquer maneira, não é de prisões que falo. É do controlo que me prometeram. Não o tinham? Olha, diziam-me. Eu escolhia a Luís de Camões, no Areeiro, onde andou o mais velho sem qualquer problema...

Mr. Steed disse...

Esta mulher é louca coitada. Inventa histórias para se ir entretendo. Eu conto-vos o que realmente aconteceu:

Estava ela a ligar para apolícia quando apareceu a empregada velha a gritar "alvísseras! alvísseras! Chegou o nosso menino!".

Ela sentou-se muito direita na cadeira de pau-brasil que o tio-avô Godofredo trouxe das suas viagens e perguntou:

- Martim, por onde andou o menino?

- Ó excelsa e misericordiosa mãe! Escapuli-me com o Odorico, filho dos Condes de Clíster e peroramos por aí pelas ruas estreitas da velha cidade.

- Óoooo, vergonha dos Almeidas, miserável ingrato!!! - isto é ela a responder ao puto - atreveste-te a pisgar-te da protecção do colégio para ires perorar com esse valdevinos do Odorico???????

- Perdoai-me minha santa e dedicada mãe! Não volto a fazer...

e por aí fora que agora já não me apetece escrever mais

poluxcastor disse...

Li, preocupadíssimo, e como compreendo o teu desespero, Dinada amiga.

Beijinho.

Pólux disse...

No comentário anterior, coloquei por lapso o nome do blog (Poluxcastor)em "Other". :(

Dinada disse...

Steed, só tu para me fazeres rir às gargalhadas...

pólux, um beijo, só!

Mr. Steed disse...

espero q ao menos desta vez não te tenhas urinado.

Dinada disse...

Encontrei um 'ténaledeide' em conta no lídél...foi o que me safou!