sábado, novembro 19, 2005

Parentalidade!

Hoje, sábado, no silêncio deixado pela ausência dos filhos que partilham com o pai o fim de semana, resolvo passar a manhã não a dormir, como seria esperado, mas a aproveitar o sossego para meditar sobre a minha 'performance' enquanto mãe.

As vezes em que me sinto uma completa néscia nessa função são inúmeras.

Não tenho tarefa fácil porque para além de ter três filhos, o que é obra, são todos rapazes e com idades muito diferenciadas e a exigirem, por isso, discurso e acompanhamento completamente distintos.

Pergunto-me, constantemente, se os estou a ajudar a preparar o caminho da confiança neles próprios e no seu futuro. Se, de alguma forma, posso ser a 'castradora' de sonhos quando, com a melhor das intenções, lhes exigo esforço e dedicação em todas as actividades que desenvolvem neste camigo que é 'crescer' e o resultado não é o melhor.

O Amor que lhes tenho, incomensurável, leva-me muitas vezes a, sendo parte interessada, não agir da melhor forma.

É sobre isso mesmo que me questiono, quanto à parentalidade e as suas dificuldades.

É que, às tantas, os Pais são os piores dos educadores por não conseguirem manter a distância necessária à analise e acompanhamento daqueles adultos em potência, porque esse Amor exacerbado lhes turva a visão objectiva dos seus melhores percursos.

Certo é que não delegaria em ninguém esse acompanhamento, mas que me perseguem estas dúvidas e muitos outras, perseguem...

Queira Deus que, daqui a 20 anos, se por cá andar, tenha naqueles três meninos a semente crescida feita árvore, de raízes bem fortes e que tenha para isso contribuido.

É complicado isto, apre!

16 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Maria disse...

Penso que a melhor forma de ser mãe, é ser a melhor amiga deles, para que eles possam estar sempre bem e ter muita confiança na mãe.
Isto é o que tento fazer com a munha filhota linda...

Um bom fim de semana

Chokitas

Mendes Ferreira disse...

é é complicado mas +é mt bom....provavelmente a única coisa boa do mundo....:) e embora nunca te veja em piano, eu venho cá deixar um abraço. sincero. e um bjo. para o fim de semana...

Inha disse...

É páááá! Eu não sou mãe, carago!!!

Mas sou um estapor duma TIA sem juízo nenhum que se zanga, que dá livros, que senta os gajos no "puntador" a imprimir desenhos, que faz barulho para comerem um décimo duma folha de alface, que anda atrás deles com um bago de uva partido em quatro e obriga a ir para a cama na hora (dou mais cinco minutos)!!! Serve???!PORRA

BEIJAS!!!

Mendes Ferreira disse...

o inha....eu adoro-te.... bom dia Dinada. bjs.

Pinto Ribeiro disse...

a ISABEL TÁ LÓLÓ. A INHA BE-SE KE TE MAU FEITIO. E DINADA: beijinhos e bom domingo.

Dinada disse...

Ai o que eu já me ri com o comento da Inha :D

Beijos a Todos e Bom Domingo, meus queridos :)

Rosario Andrade disse...

BOM dia mãe!

Nem imagino como deve ser difícil... mas creio (opiniao teorica de quem so tem gatos) que o mais importante é amor incondicional, informação para poderem fazer escolhas informadas e não os obrigar a ir por caminhos que sonhamos para nós (se quiserem ser mecanico em vez de cardiologista, qual é o problema?) e evitar injustiças...
Quando (se) la chegar de certaza que vou ter as mesmas duvidas... ser mae não é uma ciencia exacta!...
(olha, ja la deixei mais uma gaja... com um parreco! Espero que gostes!)

Abracicos!

Rosario Andrade disse...

BOM dia mãe!

Nem imagino como deve ser difícil... mas creio (opiniao teorica de quem so tem gatos) que o mais importante é amor incondicional, informação para poderem fazer escolhas informadas e não os obrigar a ir por caminhos que sonhamos para nós (se quiserem ser mecanico em vez de cardiologista, qual é o problema?) e evitar injustiças...
Quando (se) la chegar de certaza que vou ter as mesmas duvidas... ser mae não é uma ciencia exacta!...
(olha, ja la deixei mais uma gaja... com um parreco! Espero que gostes!)

Abracicos!

Mendes Ferreira disse...

e as tuas palavras nunca são pequeninas....nunca! mas prontos ficamos assim....bjs....invisiveis....

Pinto Ribeiro disse...

tás milhor Dinada?....

aurora disse...

Ó mlhéri, tu desssenbiliza pá! è claro que és a melhor Mãe do mundo, nem outra coisa era de esperar...

E toma lá uma tacinha de muce!

Mr. Steed disse...

eu gosto da palavra néscia.

já agora porque é andam por aqui tantas pessoas a comentar que assinam com 2 apelidos? mendes ferreira, pinto ribeiro...porque é que eles não assinam simplesmente como "O Pinto", "O Ribeiro" ou, já agora, "O Zeca de Rio de Mouro"?...sinto-me diminuído.
A partir de amanhã irei assinar como "Mr.Steed Parsley-Jones". Um grande bless you prá menina.

cm disse...

ser mãe ou pai é ser capaz de se interrogar, de mudar, de entender...e acima de tudo entender a autonomia do outro ser que sempre pode contar com a nossa mão...parabens

Inha disse...

Eu vim ver!!! Eu vim ver!!! LOLOLOLOL

(eu também só entendo de gatos!... :D:D:D:D)

Eu VI os comentários SR. PR!!!...
(Obrigada, MF só tu é me entendes!LOLOLOL)

Bom dia juventude!:)

Ana A. disse...

Olha, só pelo simples facto de te questionares e de reflectires sobre o teu papel de mãe, já faz de ti muito boa mãe.
Isso é muito importante.