terça-feira, janeiro 03, 2006

Cozido e Assado...

...frito ou escalfado.

Estórias que invento, têm aqui o seu lugar.

Hoje, ao viajar por aí pelos sítios do costume detive-me no Controversa Maresia.
Li com toda a atenção a Vieira do Mar e achei que ela, com a escrita fluída e acutilante a que me (nos) habituou, aborda um tema muito interessante para quem escreve em blogues: as (in)verdades das coisas;

Quem escreve numa página aberta não escreve nunca só para si próprio, isso é óbvio.
Desenha palavras, mais ou menos coordenadas em frases, que têm sempre destinatário. Falo por mim, na minha experiência de mais dum ano disto.

Penso, invariavelmente, em quem me lê. Elaboro textos com o cuidado de não ser eu mesma, em algumas situações que envolvem terceiros. Mas uso metáforas, parábolas, uma miríade de figuras de estilo para chegar ao âmago do que sinto. Tentando não ser explícita.

Muitas vezes não consigo fugir a uma ou outra referência a um quotidiano partilhado. E as reacções não se fazem esperar, daqueles que se põem na postura de visados. É giro porque, as mais das vezes, não são de todo parte desse meu universo, meramente ficcional.

Não deixa, no entanto, de ser rico e até esclarecedor ter às vezes informação de estados de espírito e até de equívocos que provoco (sem perceber) nas pessoas das minhas relações extra virtuais.

Gosto de ter um blogue. Mas nem tudo o que escrevo corresponde àquilo que sou, quero ou faço.

Que fique claro, para quem me lê e, mais ainda, para quem gosta de mim.

Era só!

20 comentários:

Pinto Ribeiro disse...

hum...ba lá...nã deixas ka net te debore...há pra í disso, há...ora boa tarde. e bjinhos.

Dinada disse...

Beiiiijo, Pinto!

Saudades... :)

Mendes Ferreira disse...

eu gosto. de ti. e ficou mt claro. mas já era.

beijos.

Dinada disse...

Eu sei, querida Isabel :)

(é recíproco)

Ana A. disse...

Ena! Ano Novo, profile novo!! Gosto mto! Muito bom Ano de 2006 para ti!
O meu Ano podia ter começado melhor...coisas de família que me põem o cabelo em pé! Podes ir ao blogue para ver do que falo...

Ai.

Dinada disse...

Ok Ana...indo :)

Inha disse...

Claríssimo, minha linda!
Mas a tendência é a das pessoas misturarem as estações.;)

Beijoca!;)

Dinada disse...

:), ai mana mana...os 'gaijos'!!!

Que trabalheira :D:D:D

Alentejano disse...

Lamento te desanpontar mas o olho é meu... Bjs

Dinada disse...

Nunca diria, alentejano...é igualzinho ao meu! Mas lá está, a gente engana-se :D

Beijo!

omeublogemaiorqueoteu disse...

Será então que este post é de fiar?

Dinada disse...

Ó omeublog, qual foi a parte que não percebeste???

:D

Hein?

gaspar disse...

"Penso, invariavelmente, em quem me lê. Elaboro textos com o cuidado de não ser eu mesma, em algumas situações que envolvem terceiros. Mas uso metáforas, parábolas, uma miríade de figuras de estilo para chegar ao âmago do que sinto. Tentando não ser explícita." Er...pois, tá a ver, a coisa a modos que...hum...na resulta, pecebe?

Dinada disse...

Apre!!!

não sou eu mesma disse...

este texto está tão confuso
quase parece uma má caldeirada

Dinada disse...

Eu, que sou eu mesma, até concordo, quanto mais...

Alentejano disse...

E eu a pensar que só eu é que tinha um assim tão lindo

fofinha02 disse...

Frita e estufada...
Cuidado com os cuzinhados

mixtu disse...

O quê? Tu não és aquilo que escreves? hã? Mázinha! Mas...
saludos

mfc disse...

Todavia, há sempre um pouco de nós que nos escapa.