quarta-feira, julho 13, 2005

Experiência

Escrever só com um dedo, o indicador esquerdo.

Demora-se mais.
A escrita é menos fluida mas naturalmente mais ponderada.

Porque, entre cada letra vai um espaço que dá o tempo. Da reflexão, da exaltação que não há, espera-se uma maior profundidade nas ideias passadas para aqui.

Mas também há um cansaço, do caminho do teclado que, de repente, é tão pouco ergonómico.

Decididamente, eu escrevo melhor com a alma de pianista que quis ser...e não fui!

(e para fazer parentesis, acentos, pontos de exclamação, ou mesmo maiúsculas, fiz batota)

2 comentários:

Pêndulo disse...

Imitação do Stephen Hawking para o Dia Mundial da Deficiência física ?
Esperemos que não alinhes no "Trissomia XXI , todos diferentes todos iguais" , não me apetece ler relatos de baba a cair sobre o teclado.

AmigaTeatro disse...

Ai, és tão tontinha... ;P*