quarta-feira, julho 20, 2005

Dos Livros!

Há aqueles que lemos de enfiada, sem pausas, numa ânsia do epílogo.

Há os que vamos pegando e largando, ao sabor do estado de espírito.

Há outros que, didácticos, estão sempre à mão para consulta.

E depois, há aqueloutros que, não se sabe porquê, ficam na prateleira a ganhar pó. Até que haja coragem de os ler com o coração mais do que com a cabeça.

Esses, tenho-os todos ali ao lado da minha cama, por saber que a hora de me recolher é a hora em que me percorre uma serenidade que é fugidia, em vigília aguda.

Com os olhos semi-cerrados, vou aprendendo, devagarinho, aquilo que durante o dia vou recusando, ao sabor dos dever-ser e quejandos....

1 comentário:

Fritz disse...

Então vê lá se aprendes.
Didácticos!
Agora escreve 50 vezes, à laia de castigo.
Tungas.