domingo, julho 10, 2005

A Caminho da Piscina

Arranco daqui, no meu Saxo a 60º C, rumando em aceleração acima da lei, direitinha ao Lisboa Racket Centre para uma tarde de piscina, como faço há anos. No caminho (e estas coisas ainda me espantam, vá-se lá saber porquê...), um Opel Corsa a picar-me!

Achei graça, estava bem disposta e aquilo foi a adrelanina extra que precisava para ir acordando até ao destino final.

No fim, acabamos por parar num semáfro, lado a lado.

Um caramelo todo giraço abre a janela e faz-me sinal. Eu desço o vidro do pendura e fico atenta ao palavrão que vai sair, de certezinha.
Não sai.
Nenhum palavrão, antes um convite: vamos juntos à praia?

Perplexa, ainda a recompor-me, respondo: er...eu não sei o caminho para praia nenhuma. Sou romena e só cá estou há 2 meses. O meu português sem sotaque deve-se ao facto de ter uma patroa portuguesa que, enquanto lhe lavo a casa de banho, me vai ensinando a língua de Camões.

E arranquei em três segundos, com o ego no céu!

:)

3 comentários:

aNa disse...

resposta pronta!
eu jamais me lembraria de respondee isso :)
mas costumo fazê-lo quando atendo o telefone de casa e são aqueles chatos do telemarketing!

Bord@s disse...

Quem é que não convidaria uma gaja boa pa ir até à praia ???

Não há praia por aqui senão logo vias.. :D

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP gay