terça-feira, outubro 26, 2004

Os fóruns e as ideias peregrinas!

Vou aproveitar a falta de inspiração para contar um 'piqueno' episódio laboral, que me fez soltar umas boas gargalhadas. E que tem a ver com o o facto de ter passado há pouco por um fórum que frequento há muito e que de vez em quando me inspira.

Mudei há pouco de instalações laborais e, nas novas, fiquei numa sala com outro caramelo, que por acaso tem a mania que é brincalhão.
Ao sair da sala, o trengo, conhecendo um problema que me assola amiúde (sou claustrofóbica confessa), resolveu rodar o botão da fechadura na esperança que eu desse por isso e que, ao tentar sair, não conseguisse (ele nisso teria razão, nunca me lembraria de rodar a coisa para conseguir sair).
Acontece que nem dei por isso e, 1h mais tarde, quando ele quis entrar, não conseguia. Não fosse eu estar com os headphones metidos nazorelhas com música aos gritos a bombar e tudo teria corrido bem. Bateu à porta durante dez minutos e eu nada. Chamou os colegas que persistiram com ele outros tantos minutos e eu nada.

Desesperado, fez o que não lembraria a ninguém. Foi ao pc do vizinho e mandou-me um mail:

Ó gaja, vais abrir a porta ou não???

Depois de me rir durante meia hora, detive-me nos benefícios das novas tecnologias e nas infinitas possibilidades de comunicação que proporcionam.

Viva a modernice. Viva!

(hoje foi um dia estranho, dos raros em que desejei, ardentemente, ter menos 10 anos...o tempo, o tempo)

Plong e Trau.

3 comentários:

Anónimo disse...

fin
O vivido é valiosíssimo. Fez de ti o que és hoje. Não o queiras deitar fora pois fez maravilhas.
O tempo leva-nos sempre em frente . Não é mau nem bom.
É apenas o Tempo

midnight dog disse...

Quando é que se abre a porta aberta?
Quando a Berta está á porta...

Anónimo disse...

Very nice site! »