segunda-feira, maio 02, 2005

Independência Relativa e a Merceeria

Era como que um passo de gigante.

Razão, já crescidote, ia fazer recados à esquina da rua e vinha com um saco cheio de encomendas. E cumpria à risca, trazendo a lista completa, tal qual era suposto. Razão cresceu quando se tornou responsável pelo arroz e pelas batatas. E pela fruta, que também era pelouro seu.

Até lhe nascerem as borbulas, que não havia creme milagroso que fizesse desaparecer, Razão contentava-se com o status quo. Era crescido porque ia fazer compras, abastecendo a casa à custa daquele olhar suplicante de géneros a que o Sr. Manuel não resistia. Conseguia fiado, depois gerindo notas e moedas, logo que a mãe conseguiu um trabalho que pagava a horas.

A vida de Razão não era má. Dava para sonhar com grandes feitos futuros, com possibilidades infinitas e com a alegria que a esperança ainda não lhe roubara.

Ia ser astronauta, havia decidido...

5 comentários:

Pêndulo disse...

"Até lhe nascerem as borbulas, que não havia creme milagroso que fizesse desaparecer"

Talvez
Até lhe nascerem as borbulhas, que não havia creme milagroso que lhas fizesse desaparecer
ou
Até lhe nascerem as borbulhas, que não havia creme milagroso que fizesse desaparecerem

You bought a war and i like ginjas eh eh eh
;-)
***

Dinada disse...

E o meu pai é polícia e bate no teu...


:pppp

*

Anónimo disse...

What a great site » »

Anónimo disse...

What a great site http://www.productscosmetics.info Highland california phone service Provigil and thyroid Ld50 levels pain relievers Photography nude pregnant Consumo hummer h2 Cellulite system jerusalem pain relievers for migraines Rustic pine bookcases Long lasting pop up blocker Help get rid of atopic dermatitis

Anónimo disse...

Excellent, love it! »