sábado, fevereiro 23, 2008

Há muito tempo...

...fui conhecer uma quinta. Nessa quinta havia árvores de fruto e outras só de folhas de todos os feitios.
E havia flores, não muitas porque era Inverno mas a aguardarem explodir em mil na Primavera.

Havia um tractor. E enxadas e pás. E rega.

Também havia um espanta espíritos (paradoxo ali, naquele sítio mágico, casa deles) que tilintava amiúde com o vento da estação fria.

Depois havia ao fundo uma Garça que, parece, era rara por ali.
Não devia ser Real.
Só daquelas normais, que gostam de quintas simples onde reina o cheiro da terra e dos limões.
E das laranjas.
Apareceu naquele dia porque se sentiu em casa, não só na terra, nos pomares, nos aromas, mas talvez nas pessoas que lá estavam, nessa quinta.

(e no Verão, aqueles figos, o sabor...e páro por aqui)

2 comentários:

Sniqper ® disse...

Também quero uma paisqagem como essa, posso?

Anónimo disse...

.)

eu num digo?!...