quinta-feira, junho 16, 2005

14.30 dentro dum Saxo num dia de calorina!

Desaconselho, sendo o modelo um daqueles básicos, cujos únicos extras são um airbag para o condutor e um rádio que tem uma plaquita que se tira (que por acaso já foi à vida, roubado numa noite de Verão em que deixei a janela aberta...).

Hoje, à hora supra referida, dirigi o dito em direcção ao Parque das Nações. Quando entrei e me sentei no banco do condutor, o termómetro que não tem (não era extra, lá está), marcava praí 60º.

O volante queimava e a manete das mudanças idem. Peguei num toalhete limpa vidros que tinha comprado (pronto, alguém mo comprou, confesso envergonhada...e também me encheu os pneus mas eu não fiquei gorda ó isso), há dias numa bomba de gasolina a caminho de Azeitão e fui a guiar com ele na mão direita, na esperança de evitar uma qualquer queimadura de 5º grau.

De janelas abertas, a única coisa que consegui foi ficar totalmente despenteada, impossibilitada de ver o caminho, o que me trouxe alguns contratempos (palavrões indizíveis de colegas de faixa de rodagem).

Resolvi subi-las, as janelas, e cozi...literalmente. Hoje, se alguém quiser provar (no bom sentido ), temos Di flambé... É fazerem as reservas!

Ai eu...