quinta-feira, março 24, 2005

Profunda Indignação

...é o que sinto, perante a impotência dos pais de Terri Schiavo.

Nem sequer está em causa o fundamento que levou à pronúncia de todas as instâncias judiciais norte americanas sobre 'matá-la' por inanição. É outra coisa. Como mãe, imaginar-me numa situação parecida torna-se rapidamente num pesadelo insuportável de que quero imediatamente acordar.

Porque, e não me venham com tretas, é dum filho que se trata e não dum cônjuge. Esta última condição é alterável como aliás parece ter sido, no caso (o tal marido, que interpôs a acção, parece que já nem 'marido' é, uma vez que partilha o leito conjugal com outra eleita qualquer).
Já a mater/paternidade é laço que persiste para todo o sempre.

E, resta ainda saber que vantagem trará a morte de Terri ao tal senhor que decidiu que ela não quereria viver 'assim' . Pelo menos duma coisa se livra: da papelada do divórcio e essas coisas comesinhas e chatas.

Nunca vou esquecer o desespero estampado na cara daquela mãe, pedindo nem sabe a quem mais (?) que não matem a filha de sede e fome...porque nenhum conjunto de brilhantes phisicos, brilhantes homens de leis, brilhantes políticos, o que for, colará aqueles corações paternais de novo, partidos pela dúvida de se, afinal, até teriam todos eles razão. Que os seus sorrisos são meros 'actos reflexos'. Que o olhar de 'amor' também não corresponde a uma alma albergada na 'casca' que a suporta.

Restará, para sempre, a dúvida. E é isso que mói!

8 comentários:

aurora disse...

Pois.
Coração de mãe só outro coração de mãe entende.

Anónimo disse...

é o dinheiro.
Manter aquela situação custa dinheiro e fica mais barato ao estado mata-la.
quanto ao marido teria direito a opinião se não estivesse já junto com outra.

Bem, apena queria dizer que concordo contigo.

nick

Anónimo disse...

pelo que li hoje ela tem um seguro de vida que o "marido" poderá receber quando ela morrer.

A confimar-se fica mais clara a vontade do marido em que ela morra.

nick

Anónimo disse...

Creio que o melhor que o marido tinha a faezr er apedir o divórcio e seguir então com a sua vidinha, abdicando do seguro de vida milionário e deixando aos pais da Terri o direito, dever e a oneração de lidar com a situação, mas não se pense que é só na América...porque cá há muita injustiça (e da grossa) dissimulada por esta lusitânia fora

Anónimo disse...

Keep up the good work Oldsmobile patch panels Undelete 010 Free nude pictures of sex olds orgy Liposuction prices in warwickshire topamax and pharmacology Multi trip holiday insurance malawi

Anónimo disse...

Very nice site! vellum wedding invitations sash Car navigation systemcoza http://www.forex-trader-0.info/weddingannouncementpartyinvitations.html Digital printing employment Simple software bookkeeping Doggy business cards

Anónimo disse...

Enjoyed a lot! Ride botox Bridal dresses ontario canada Mortgage refinancing activity Used engines for infiniti q45 refrigerated air conditioners Men's fragrance dip http://www.buy-imitrex.info/Celebrity_web_site_web_site_promotion_marketing_uk.html discount color toner cartridges watches

Anónimo disse...

What a great site http://www.answering-service-0.info