terça-feira, setembro 12, 2006

Teorias da Conspiração, ou Assim...

O 11 de Setembro, pelos visto, tem algumas em estudo. Não me prendem a atenção.

Eu tenho outra. Em relação àquela garota que desapareceu numa aldeia algarvia, faz um ano, dois ou isso (nunca retenho datas).

O corpo nunca apareceu, embora tenha havido condenação por homicídio por parte de mãe e tio. Acho estranho que não se investigue a possibilidade de ter sido 'apenas' vendida a um qualquer estrangeiro que ofereceu guito satisfatório para o negócio. Fácil, isto de resolver indigência com troca comercial de seres indefesos, com a garantia de silêncio.
Cumprida.

É mais fácil para todos considerá-la morta? Hélas. Cá para mim, recheia hoje um qualquer bordel de infantis por aí, satisfazendo a doença daqueles que tiram prazer do abuso infantil, pago a peso de ouro, num qualquer recanto europeu.

Nada está esclarecido. Nada me parece verdade, no meio de todo este enredo mal contado.

Teoria da conspiração? Pode ser...

Se a garota estivesse morta seria, talvez, mais suportável.

Entretanto, o 11 de Setembro soma mais vítimas. Quando o singular passa a plural insuflado dá nisto. E isto, quer queiramos quer não, faz toda a diferença.

(acho que o nome é Vanessa...mas podia ser Maria que seria igualzinho)

4 comentários:

Robino do covil disse...

Hum.... Sabes Dinada, eu penso que em certas coisas "mexer na merda" é ainda pior do que esquecer a dita, mas posso estar enganado.

Bjo.

Anónimo disse...

o tio e a mãe chegaram a confessar o crime. Depois veio o advogado...

nick

Al Mutamid disse...

Pura especulação, minha amiga.
Mãe e tio são 2facíonaras de pior espécie.
Passa um dia pela Figueira / Portimão e pergunta.
Mas todos nós gostamos de fazer estórias.
Vê o caso do 11 de Setembro. Já vamos na CIA como Buch à mistura.
A imaginação é infinita.
O papel tudo consente.
Não é o teu caso mas a especulação dá milhões de euros e pode durar séculos.
Vê, por exemplo, o caso de D. Sebastião que até entretem um povo inteiro com uma manhã de nevoeiro

McChina disse...

Olá menina, por acaso num gosto de falar muito nestas merdas, mas como cá venho, quase, todos os dias, decidi dar-te uma palavrinha.
Dizeres " ... satisfazendo a doença daqueles que ... ", doença ???? tás a ser muito condescendente, essa escumalha que inunda a nossa sociedade com "prazeres" dessa espécie, não pode ser apelidado de doente, nem lhes pode ser diagnosticado, por um qualquer psicólogo, molestas de infância, esses indivíduos, assim como os "pais", se é assim que se lhes pode chamar, da miúda do Algarve, são seres que não têm qualquer tipo de interesse pela vida humana, é melhor nem continuar este assunto provoca-me um nojo do caralho.
Quanto ao desaparecimento, é claro que foi vendida, ficou desde logo demonstrado, quanto mais não seja pela confusão demonstrada por toda a gente.