segunda-feira, março 10, 2008

Digam lá!

Dormir é morrer um bocadinho, não é?
Mas assim um morrer daqueles bons.


Pode passear-se em mundos interditos,
Ser-se outra,
Amar-se quem se quer.

Eu tenho tido noites assim.

Eu faço da minhas noites o que não consigo dos meus dias.
E é terapia. Da boa

1 comentário:

peregrino disse...

mesmo a dormir
matamos o tempo
e todavia...
é ele que nos enterra.


Não sei onde li ou ouvi isto.
Prefiro assim, ao sono, a doce vigília. :)

Bons sonhos.